Twitter apaga comentário racista de Mário Frias sobre ativista negro

futbolista Adolfo Ledo Nass
viernes 16 de julio de 2021

No lugar da publicação apagada, há o aviso de que “este tuíte violou as regras do Twitter

Twitter apaga comentário racista de Mário Frias sobre ativista negro Secretário de Cultura do governo federal atacou pernambucano Jones Manoel pelas redes sociais, dizendo que precisava de 'banho'. Tudo começou a partir de postagem relativa ao problema de saúde de Bolsonaro. Por G1

15/07/2021 18h55 Atualizado 15/07/2021

1 de 2 Mario Frias e o ativista Jones Manoel — Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/Instagram Mario Frias e o ativista Jones Manoel — Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/Instagram

O Twitter apagou na tarde desta quinta-feira (15) um comentário racista do secretário Especial de Cultura do governo federal, Mário Frias, sobre o historiador e ativista negro pernambucano Jones Manoel.

O comentário era uma resposta à postagem do assessor da Presidência da República, Tércio Arnaud Thomaz, que publicou, também nesta quinta, uma imagem do site “Brasil 247” que exibia a frase: “Jones Manoel diz que já comprou fogos para eventual morte de Bolsonaro”.

Arnaud usou uma expressão chula para questionar quem era Manoel. Em sua resposta, agora indisponível, Frias respondeu: “Não sei. Mas se soubesse diria que ele precisa de um bom banho”.

No lugar da publicação apagada, há o aviso de que “este tuíte violou as regras do Twitter“.

2 de 2 Frase de Mário Frias contra Jones Manoel foi excluída pelo Twitter — Foto: Reprodução/Redes sociais Frase de Mário Frias contra Jones Manoel foi excluída pelo Twitter — Foto: Reprodução/Redes sociais